Gestão de comunidades

 

Na maioria das vezes, o termo gestão de comunidades é associado à gestão das redes sociais. Até mesmo a função de Community Manager, está focada em torno das mídias sociais, não aproveitando todo o potencial de relacionamento que uma comunidade pode proporcionar.

No Brasil, existem exemplos bastante promissores de comunidades, mas ainda bem longe do que encontramos fora. Talvez, a confusão já mencionada seja uma das explicações do porquê, mesmo sendo um dos países mais online do mundo,  ainda estarmos em um estágio bem inicial.


Por isso, neste post, vamos falar sobre o que são comunidades, como elas se diferenciam de outros canais sociais, as principais funcionalidades de uma comunidade de sucesso e estratégias eficazes para gerir esses espaços digitais.

O que são Comunidades?

Comunidades são grupos de pessoas que interagem regularmente por terem interesses, objetivos ou experiências em comum. Ao contrário de um público geral, os membros de uma comunidade estão ativamente envolvidos, participando de discussões e compartilhando ideias que fortalecem o grupo. Uma comunidade bem gerida pode oferecer suporte, inspiração e uma plataforma para crescimento pessoal e coletivo.

Para as empresas, ter uma comunidade dedicada traz inúmeras vantagens, incluindo:

Engajamento do cliente: Comunidades proporcionam um fórum para que os clientes interajam diretamente com a marca e entre si, aumentando o engajamento e a fidelidade. Essa interação constante ajuda a criar uma conexão mais forte e duradoura com a marca.

Feedback valioso: As comunidades são fontes ricas de feedback em tempo real sobre produtos e serviços, permitindo que as empresas respondam rapidamente e ajustem suas ofertas de acordo com as necessidades dos clientes.

Suporte entre pares: Os membros da comunidade frequentemente ajudam uns aos outros, reduzindo a carga sobre os recursos de suporte ao cliente da empresa e aumentando a satisfação do cliente através da resolução de problemas colaborativa.

Advocacia da marca: Membros de comunidades frequentemente se tornam defensores da marca, promovendo produtos e serviços dentro de seus próprios círculos sociais, o que pode ampliar significativamente o alcance e a visibilidade da marca.

Inovação e co-criação: Comunidades podem atuar como laboratórios de inovação, onde os usuários contribuem com ideias para novos produtos ou melhorias, trabalhando lado a lado com a empresa para co-criar soluções que melhor atendam suas expectativas e necessidades.

Diferenças entre Comunidades e Outros Canais Sociais

Enquanto redes sociais como Facebook, Instagram e X(antigo Twitter) são ótimas para alcançar muitas pessoas, as comunidades focam em criar conexões mais profundas e significativas. A principal diferença está no engajamento: nas comunidades, o diálogo é bidirecional e geralmente mais substancial, com os membros investindo tempo e esforço para contribuir significativamente.

Principais Funcionalidades de uma Comunidade

Uma comunidade eficaz é apoiada por várias funcionalidades que facilitam a interação e o engajamento dos membros, como:

  • Fóruns de Discussão: Onde os membros podem postar perguntas, compartilhar conhecimento e discutir tópicos relevantes.
  • Grupos Privados: Subcomunidades focadas em interesses ou tópicos específicos.
  • Eventos ao Vivo: Como webinars, Q&As ao vivo e meetups virtuais que ajudam a fortalecer laços e promover o aprendizado.
  • Sistema de Recompensas: Com pontos, badges e reconhecimentos que incentivam a participação ativa.
  • Ferramentas de Moderação: Para manter o ambiente seguro e acolhedor, filtrando conteúdo inadequado e gerenciando conflitos.

Estratégias Vencedoras para Gestão de Comunidades 

Conheça Seu Público

Saber quem são os membros da sua comunidade é super importante. Faça pesquisas regulares para entender suas necessidades, desejos e comportamentos. Isso ajudará a criar conteúdos e iniciativas que realmente falem com o público.

Crie Conteúdo de Valor

O conteúdo é o coração de qualquer comunidade. Ofereça materiais que não apenas informem, mas também entretenham e eduquem os membros, seja através de posts informativos, vídeos tutoriais ou estudos de caso.

Facilite a Conexão entre Membros

Encoraje os membros a se conectarem entre si, não apenas com a marca ou o moderador. Ferramentas como tags, menções e grupos privados podem fortalecer as relações dentro da comunidade.

Monitore e Adapte

Use ferramentas analíticas para acompanhar o engajamento e a saúde da sua comunidade. Esteja atento aos dados e pronto para adaptar sua estratégia conforme necessário para manter a comunidade ativa e interessante.

Assegure a Privacidade e Segurança

Confiança é fundamental em qualquer comunidade. Garanta que todos os membros se sintam seguros compartilhando suas opiniões e informações pessoais, adotando políticas firmes de privacidade e segurança.

Análise Comparativa de Plataformas para Gestão de Comunidades

Quando se trata de escolher uma plataforma para gestão de comunidades, é bom considerar a facilidade de uso, as funcionalidades específicas e o suporte. Vamos ver os prós e contras de algumas plataformas, incluindo a Circle:

1. Discourse

Prós:

  • Interface intuitiva.
  • Fórum aberto que facilita discussões profundas.
  • Altamente personalizável.

Contras:

  • Desafiador para usuários não técnicos.
  • Requer hospedagem própria, aumentando os custos.

2. Mighty Networks

Prós:

  • Cria cursos e grupos pagos.
  • Boas ferramentas de networking.
  • App móvel próprio.

Contras:

  • Menos flexibilidade de personalização.
  • Pode ficar caro conforme a comunidade cresce.

3. Circle

Prós:

  • Interface focada na construção de comunidades.
  • Fácil integração com outras ferramentas.
  • Suporta conteúdo exclusivo para membros.

Contras:

  • Novo no mercado, pode faltar algumas funcionalidades.
  • Gerenciamento de usuários pode ser melhorado.

Veja aqui a avaliação dessa e de outras plataformas para criação de comunidades: https://www.storyprompt.com/blog/community-platforms#swarm

Ao redor do mundo, comunidades como a dos desenvolvedores do GitHub  se destacam por sua gestão excepcional, mostrando como estratégias eficazes podem realmente fazer a diferença.

No Brasil, algumas empresas já têm comunidades consolidadas. Um exemplo é a Unilever com Recepedia, Cleanipedia e Tudo Pra Cabelo.